domingo, 13 de setembro de 2009

Avaliação Neuropsicológica



A Avaliação Neuropsicológica utiliza instrumentos padronizados para avaliação das funções cognitivas tais como memória, atenção, raciocínio, função visuo perceptiva, visuo espacial, visuoconstrutiva, velocidade de processamento das informações, funcionamento intelectual, funcionamento executivo e linguagem (oral, leitura e escrita).

Um exame neuropsicológico pode durar aproximadamente 4 sessões de 1 hora e meia cada e pode ser solicitado pelo médico, psicólogo, fonoaudiólogo ou outros profissionais que acompanhem o caso, devendo ser realizado por profissionais especializados na área. O objetivo da avaliação é o delineamento de programas de reabilitação cognitiva, realização de encaminhamentos apropriados, detecção do aparecimento de declínio cognitivo (idosos), avaliação dos prejuízos em áreas do cérebro após desordem neurológica (TCE causados por acidentes automobilísticos, quedas, traumatismos de parto; AVC, Epilepsia...) e é indicado principalmente, para diagnosticar um determinado problema.

Na escola, por exemplo, devido a vários fatores como ansiedade, Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, problemas de memória, dificuldades na leitura e escrita, na matemática, dentre outros e nos casos específicos de transtorno de aprendizado, o exame permitirá avaliar quais funções estão preservadas e quais estão comprometidas, fornecendo um perfil do indivíduo. O exame neuropsicológico permite determinar quais problemas estão causando as dificuldades e sugerir um tratamento. Da mesma forma, um adulto pode ter problemas de memória em que as causas possíveis poderão ser: primeira manifestação de um envelhecimento cerebral precoce (demência, transtorno cognitivo leve...), manifestação de depressão, stress, problema neurológico específico, etc.

A avaliação neuropsicológica é recomendada em qualquer caso onde exista suspeita de uma dificuldade cognitiva de origem neurológica ou comportamental. As principais indicações são:

- Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade;

- Distúrbio do desenvolvimento;

- Dificuldades escolares;

- Avaliação de déficit intelectual ;

- Diagnóstico diferencial entre Depressão e Demência;

- Epilepsia;

- Distúrbios psiquiátricos ou neuropsiquiátricos;

- Lesões cerebrais decorrentes de traumatismos;

- Doença de Alzheimer e outros tipos de Demências;

- Acidente Vascular Cerebral (AVC);

- Esclerose múltipla e outras doenças neurodegenerativas;

- Déficits causados por abuso de drogas e álcool e outras substâncias;


Em caso de dúvidas, procure um especialista!!!




Nenhum comentário:

Postar um comentário